Sobre o Tétano

É uma doença infecciosa não contagiosa, geralmente fatal, causada pela ação de uma toxina em uma lesão e esta toxina atua sobre o sistema nervoso podendo causar rigidez musculares e convulsões.

Fonte:
Ministério da Saúde. Tétano Acidental » Informações gerais sobre a doença. Disponível em:
http://portal.saude.gov.br/portal/saude/profissional/visualizar_texto.cfm?idtxt=32190. Acessado em31/01/2011.

O tétano é causado pela Clostridium tetani, que é encontrada nos intestinos de cavalos e outros animais, inclusive do homem. É comumente encontrada na natureza sob a forma de esporo, nos seguintes meios: fezes, terra, reino vegetal, águas putrefatas, instrumentos cortantes, pregos enferrujados, poeira de ruas e até na pele.

Fonte:
Andrade, JAF. Imunização na gestante. In: Farhat, CK, Weckx, LY.Carvalho, LHF, Succi, RCM, eds. Imunizações, Fundamentos e Prática. 5a ed. São Paulo: Atheneu, 2008. p 177-185.

Em geral, o primeiro, e muitas vezes único sinal da doença, é a contração muscular no local da infecção. O tétano generalizado é geralmente reconhecido pela dificuldade para abrir a boca e para deglutir, além da rigidez de nuca. Neste estágio o paciente apresenta o chamado "riso sardônico", um sorriso fixo causado pela contração dos músculos faciais.

Fonte:
Ministério da Saúde. Tétano Acidental » Informações gerais sobre a doença. Disponível em:
http://portal.saude.gov.br/portal/saude/profissional/visualizar_texto.cfm?idtxt=32190. Acessado em31/01/2011.

Durante o período agudo da doença podem ocorrer sérias complicações. As mais frequentes são: insuficiência respiratória, pneumonias bacterianas secundárias, fraturas vertebrais devido à contração muscular, convulsões, lesões neurológicas, entre outras.

Fonte:
Andrade, JAF. Imunização na gestante. In: Farhat, CK, Weckx, LY.Carvalho, LHF, Succi, RCM, eds. Imunizações, Fundamentos e Prática. 5a ed. São Paulo: Atheneu, 2008. p 177-185.

A infecção ocorre mais comumente pela entrada na pele da bactéria encontrada no solo ou em objetos contaminados.

O tétano neonatal pode ocorrer após infecção do cordão umbilical, sendo essa a via mais comum de contaminação nos países em desenvolvimento.

Fonte:
Andrade, JAF. Imunização na gestante. In: Farhat, CK, Weckx, LY.Carvalho, LHF, Succi, RCM, eds. Imunizações, Fundamentos e Prática. 5a ed. São Paulo: Atheneu, 2008. p 177-185.

Não consegue acessar sua conta?

Preencha no campo abaixo com o endereço de email ou seu CPF/CNPJ que está cadastrado em nosso sistema. Dentro de alguns minutos sua senha estará chegando para você.

Os campos sinalizados são de preenchimento obrigatório. Email inválido
(somente números)

Não consegue acessar sua conta?

Em breve você receberá sua senha por e-mail.

Não consegue acessar sua conta?

Ocorreram problemas, tente mais tarde.

Senha alterada com sucesso.

Ocorreram problemas, tente mais tarde.

Os campos sinalizados são de preenchimento obrigatório.
Campos de senhas devem ser iguais.
(Apenas números)

Calendário de Vacinação do Prematuro

499kb Formato: PDF Download
Calendário de Vacinação do Prematuro

Calendário de Vacinação da Criança

507kb Formato: PDF Download
Calendário de Vacinação da Criança

Calendário de Vacinação da Criança

507kb Formato: PDF Download
Calendário de Vacinação da Criança

Calendário de Vacinação do Adulto e do Idoso

497kb Formato: PDF Download
Calendário de Vacinação do Adulto e do Idoso

Calendário de Vacinação da Mulher

499kb Formato: PDF Download
Calendário de Vacinação da Mulher

Calendário de Vacinação Ocupacional

506kb Formato: PDF Download
Calendário de Vacinação Ocupacional

Calendário de Vacinação 2009 - 2010 SBP

291kb Formato: PDF Download
Calendário de Vacinação 2009 - 2010 SBP